Profissão de barbeiro continua em alta

Profissional em ascensão nos últimos anos, o barbeiro se reinventou para ganhar mais. Se antes ficava localizado na porta da esquina, fazendo um serviço e um atendimento abaixo das expectativas, as novas barbearias entraram no mercado para conquistar até os homens mais conservadores.

Profissão de barbeiro

Os visuais, geralmente inspirados por grandes jogadores de futebol e cantores famosos, agora são realizados em um ambiente com música agradável, boa conversa e chope para acompanhar. O “Clube do Bolinha” ganhou um espaço próprio, longe dos salões cor de rosa e inundados de mulheres que inibiam o público masculino.

E esse mercado veio para ficar. De acordo com pesquisa da Minds&Hearts com homens de 16 a 59 anos, 31% deles se preocupam com a aparência do rosto e do cabelo. No entanto, o mais interessante é a confiança depositada: 25% pedem por dicas e recomendações de profissionais do ramo. Portanto, a profissão barbeiro só irá ficar mais rica.

Saiba mais sobre barbeiro, profissão antiga que não para de crescer e veja como aproveitar a nova onda para ganhar dinheiro:

Historia da profissão de barbeiro

Historia da profissão de barbeiro
Apesar de muita gente acreditar que homens não se cuidam, a vaidade também é muito presente no público masculino desde os tempos longínquos. A profissão de barbeiro é uma das primeiras conhecidas na história mundial. Os primeiros sinais sobre ela surgem no Egito Antigo, onde corpos sem pelos eram considerados sinais de nobreza.

Os barbeiros viajavam até seus clientes transportando giletes gigantescas, similares a pequenos machados. Junto com eles, tesouras, loções e pentes eram utilizados para manter a beleza de ricos, faraós e sacerdotes.

Na Grécia Antiga, o barbeiro deixaria de se tornar um nômade para ter o seu próprio espaço. Esses locais eram parte da grande ágora da cidade: enquanto recebiam os cuidados com barbas, cabelos e unhas, os homens discutiam política e ideias filosóficas.

A Roma Antiga também contava com barbeiros, que prestavam os seus serviços em mercados e casas de banho públicas. Pessoas mais prósperas também ofereciam os serviços a seus convidados.

As habilidades manuais e o nomadismo adotado pelos profissionais durante a Idade Média também faziam com que barbeiros prestassem outros serviços como de curandeiro, dentista, caixeiro-viajante, mensageiro e até boticário.

Como surgiu a profissão de barbeiro no Brasil?

Profissao barbeiro foi trazida ao Brasil pelos padres jesuitas

A profissão barbeiro foi trazida ao Brasil pelos padres jesuítas, em uma tentativa de civilizar os nativos daqui. Com o tempo, o ofício começou a ser delegado aos escravos negros, que trabalhavam para seus senhores e para outros homens.

Durante a Segunda Guerra Mundial, surgiram novos equipamentos que facilitaram o home care. Com isso, o público das barbearias diminuiu e o ofício ficou por um tempo esquecido. Mas Elvis fez com que esses tempos tivessem revival durante a era rock.

No entanto, por muito tempo, a barbearia não conseguiu seguir as amplas mudanças da sociedade. Como os salões de beleza, começou a se tornar unissex e foi inundado pelas mulheres, afastando os homens.

Com isso, o público permanecia sem grandes crescimentos e, assim, criou-se um nicho a ser atendido. Mas os brasileiros, cada vez mais vaidosos, passaram a necessitar de um especialista que pudesse atendê-los da forma como merecem: de forma confortável, adequada e especializada.

Os novos empreendedores, com o desejo de explorar demandas cada vez mais personalizadas, transformaram o setor, reinventaram as barbearias e elas voltaram com tudo. Hoje é impossível pensar em mercado da beleza masculino sem se lembrar delas.

Quanto ganha um barbeiro?

Quanto ganha um barbeiro profissional
As remunerações variam de acordo com o porte da empresa, o estado onde está localizada e o cargo. Porém, de acordo com o SINE, a renda de um barbeiro na função master ganha, em média, R$ 3.686,36.

Qual o melhor curso para barbeiro?

Qual o melhor curso para barbeiro

Um iniciante no ofício de barbearia precisa ter a melhor capacitação ao entrar no mercado. Isso porque, como está construindo o seu nome, tem que se mostrar com pleno conhecimento para conquistar o público masculino e garantir maiores ganhos.

O curso para barbeiro do CEFAD é um dos melhores para os que desejam aprender o necessário para empreender e seguir carreira no ramo. Os alunos estudam as técnicas dos mais diversos cortes masculinos e infantis, descobrem como fazer a lavagem correta dos fios, a retirar e a cuidar da barba com diversos instrumentos.

Dessa forma, aprenderá tudo o que faz um barbeiro e se manterá preparado para aderir aos novos estilos e tendências masculinas que surgirão. E o melhor: o curso é rápido. Com apenas 48 horas de estudo você está pronto para entrar na área. Consulte-nos.

Profissão de barbeiro continua em alta
5 (100%) 11 votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *